• Carol Neris

A vida é tão pão


A vida é feita de esperas. Sempre há o que esperar, hiatos, silêncios.


Hoje é dia mundial do pão e sei lá por que eu comecei a pensar: Que é o pão senão uma sequência de esperas? Do trigo que é plantado e se espera que germine, que é colhido e processado para virar farinha, farinha que é molhada, sovada, misturada a outros elementos e então: descansa! Espera até ser massa pronta.

Da massa que vai ao forno e: espera! Espera ser o tempo certo, o ponto perfeito do dourado, espera virar pão.


Pão que agora pronto, espera... espera o destino, espera a mesa, a boca... espera os complementos, o que será? Um pão com manteiga, pão na chapa, com presunto, com queijo, com ovo, puro, molhado no café? Uma vez degustado, nem sei mais se ainda é pão, mas sofre a digestão... se encaminha para a finalização das coisas... A vida é tão pão. É espera, é silêncio, é processo, é amasso, é forno, é quentura, é faca que parte... mas também é doçura de pão doce com coco, é sabor... A vida tem seus momentos de “pão quentinho com manteiga derretendo”. A vida tem esses processos em que a gente começa trigo e vira pão...


crônica feita em 16 de outubro de 2019

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo